Criando padrões(patterns) sem marca no inkscape

Olá companheiros! quanto tempo hein? 😛

Bem, o usuário Jabiertxo Arraiza Cenoz publicou recentemente, na verdade à poucas horas atrás, na mailing-list de usuários do inkscape uma nova extensão que é capaz de criar de forma simples e rápida padrões(patterns) repetidos sem emendas, bem, sabe aqueles fundos de sites cujo um único símbolo se repete ensandecidamente  por toda parte? Pois, aquilo em certos casos é uma baita de uma dor de cabeça para criar, mas, nossos problemas acabaram 🙂

Faça o download da extensão clique aqui , você fará o download de um arquivo zipado, descompacte-o e na pasta verá os seguintes arquivos:

  • seamless_pattern.inx
  • seamless_pattern_procedural.inx
  • seamless_pattern.py
  • seamless_pattern.svg

Pegue o arquivo “seamless_pattern.svg” e mova-o para a pasta ” /home/SEU USUÁRIO/.config/inkscape/templates/” , os demais arquivos você deve mover para a pasta ” /home/SEU USUÁRIO/.config/inkscape/extensions/” e pronto, extensão instalada com sucesso.

Existem duas maneiras de criar os padrões uma vez que a extensão está instalada vamos mostrar aqui brevemente a mais prática.

Lembra do SVG que movemos para a pasta templates? advinha o que ele é…um template! crie um novo documento usando o template recém instalado “Arquivo>Novo>Seamless_pattern” teu inkscape vai lhe mostrar algo mais ou menos asssim.

  1. imagem2Background : Obviamente a cor do fundo que seu padrão terá(mude a cor desse quadrado e verá a cor de fundo de seu padrão mudar)
  2. Seamless Pattern Export page : Preview de sua pattern
  3. O 3 nada mais é que seu padrão propriamente dito.
  4. Área de desenho, faça a sua arte meu caro(a) !
  5. Preview da pattern em 3 x 3

Observem que o SVG do template é bem divididos em camadas, certifique-se que os elementos que vai adicionar/farão parte de seu padrão está na camada DESIGN. depois de desenhar bem o que quer, basta selecionar o item 3 e exportar como PNG, ou, você pode usar a opção “clonar em ladrilhos” (Editar>clone>clonar em ladrilhos” para transformar seu padrão em um padrão 3 x 3 como no preview(5) por exemplo.

Segue um vídeo do autor para maior entendimento da extensão:

 

Anúncios

Gerando um PDF-x1a Com inkscape e Scribus

Em qualquer local em que se debata sobre ferramentas livres em áreas como ilustração e design, sempre aparecerá alguém para realizar a pergunta: “Como faço pra criar um pdf-x no inkscape(scribus)?”. Bem, sem querer ser clichê mais sendo mesmo assim , Seus problemas acabaram! A versão 1.5.0(svn) do Scribus nos fornece essa opção além da exportação para PDF-x3.
Não vou me aprofundar nos conceitos de pdf-x creio que qualquer um que trabalha com impressos deva saber disso, mas apenas mostrar um pequeno passo-a-passo de uma ilustração simples no inkscape para um pdf-x1a no scribus.

Antes de tudo, precisamos instalar o scribus 1.5.0, podemos fazer isso de duas formas.

Método fácil(compilação):

1.Instalamos as dependências e baixamos o código-fonte do scribus via SVN

sudo zypper install libqt4-devel libQtWebKit-devel libpoppler-devel libpodofo-devel libjpeg8-devel liblcms2-devel libtiff-devel cups-devel libxml2-devel \
python-devel fontconfig-devel libopenssl-devel freetype2-devel freetype freetype-devel python-imaging tk python-tk libcairo2

svn co svn://scribus.net/trunk/Scribus  scribus150

2. Dentro da pasta com os arquivos que foram baixados criamos uma pasta chamada "build" e entramos nela

mkdir build && cd build/ 

3.Vamos configurar, compilar e instalar, costumo instalar meus os aplicativos que compilo em uma pasta dentro de /opt , isso evita conflitos com outros aplicativos(no caso a versão estável do scribus)

sudo mkdir /opt/scribus

Com o local da instalação criado agora vamos começar com a diversão.
Configuração:

cmake -DCMAKE_INSTALL_PREFIX:PATH=/opt/scribus/ ..

Compilação:

make

Instalação:

sudo make install

Pronto, scribus 1.5.0 instalado 😛
Agora o método 2 Mamão com Açúcar 8)
É só usar o 1-click-install (obrigado openSUSE por ter criado isso) e ser feliz.

oneclick

Problemas com o método 2, o scribus 1.5.0 está disponível via repositórios instáveis do KDE, logo, creio seja melhor você marcar a opção de não continuar inscrito nos repositórios após a instalação, outro problema é que muito provavelmente a instalação irá atualizar seu scribus, então vocês ficarão apenas com essa versão instalada em teu sistema.

Agora vamos ao pdf-x1a

1.Crie seu projeto normalmente no inkscape

2.O scribus não tem suporte aos filtros svg(blur e afins), não tema, basta exportar seu projeto para Ps ou EPS

3.Importe seu Ps ou Eps no scribus e configure seu documento(adição de marcas de corte, de registro, sangria, perfil icc, compatibilidade e coisas do tipo)

4.Exporte seu seu arquivo usando o "profile" PDF/X-1a

5.Envie pra gráfica e seja feliz 😉

Esse é o arquivo de teste : https://copy.com/PGbPq3Q4JNe0

PS: Mas... e as cores? pois é. lembrando que de maneira nativa o inkscape trabalha apenas com cores em RGB, então é bem provável que suas cores estejam fora do gamut, para contornar isso basta você adicionar um perfil icc em seu documento no inkscape e usar a aba CMS dentro das propriedades de cor e traço.

PS²: Caso não saiba como adicionar um perfil icc ao seu documento no inkscape, basta seguir o gif.

On Canvas Alignment no Inkscape

Sei que é uma nota atrasa porém, em certos casos é melhor chegar atrasado do que não chegar ;P

Essa semana o Martin Owens, publicou um e-mail na lista do inkscape, anunciando uma característica experimental, trata de um meio de alinhar objetos sem a necessidade do painel de alinhamento.

Abaixo reproduzo o e-mail do Martin e em seguida um vídeo do mesmo apresentando essa “feature” experimental.

Hey Devs,I’ve got a new feature (uncommitted) to show:

http://blip.tv/martin-owens/on-canvas-alignment-feature-for-inkscape-6613286

I’d like to know what you think and your feedback could be key todeciding where my new handles would fit with people’s workflows.Excited, Martin Owens

Particularmente eu achei essa opção deveras interessante, ela não substitui totalmente o painel de alinhamento, mas exclui a necessidade do mesmo quando a operação que deseja não é tão complexa, como distribuição equidistantes e coisas do tipo.

Brilhando ;) ilustração vetorial em inkscape

Ilustração vetorial, toda feita em inkscape 🙂
como referência foi usada uma fotografia, lembro que gastei quase um fim de semana inteiro para fazer os cabelos, enfim foi um trabalheira imensa, gostaria de ter caprichado mais porém, depois de tanas horas trabalhando em uma imagem você fica saturado e doido pra terminar.

aqui em baixo segue um screenshot do wireframe.
wireframe

agora você pode baixar o svg clicando aqui

.
Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial 2.5 Brasil.

Perspectiva Isométrica no Inkscape | Isometric projection in inkscape

Antes de Ler esse post, não deixe de conferir o link original no blog da .

Perspectiva isométrica nos ajuda a demostrar objetos tridimensionais em um plano criando a ilusão de volume. Muito usado em games de computadores e pixel art(como também na arquitetura, design de embalagens e etc.). Você pode ler um pouco mais sobre o tema corrente nesse artigo no link (em pt-br pode conferir esse arquivo)

Nesse artigo/tutorial, nós vamos examinar maneiras(três) de criar objetos em perspectiva isométrica usando o inkscape.

  • Grid(grade) axonométrico
  • Transformação do objeto
  • Criando caixas 3D

I –  Grid(grade) Axonométrico

O inkscape suporta dois tipos de grid: retangular e axonométrico(Arquivo>Propriedades do Desenho>Grades). O uso da grade axonométrica permite você criar objetos em perspespectiva isométrica. Porém para tornar o ato de desenhar ainda mais fácil, você pode configurar o grid para atender às suas necessidade s(Exibir>Auto-alinhamento %). As propriedades do grid incluem mudar a Unidade(centímetros, Milímetros, Picas, pixels e afins), Espaçamento do Eixo Y e guia principal. Por conveniência você também pode especificar as cores para as linha-guia principal e secundárias.

axometric

II – Transformação do objeto

Praticamente qualquer objeto pode ser transformado em perspectiva isométricas desde que este seja ajustado corretamente. Por exemplo você precisa especificar quantas casas serão desenhadas em isometria , afinal, quanto mais detalhes existe na imagem, mais vistosa a imagem será.

Depois de ter criado o texto nós precisamos ir em Objeto>transformações>escala(Ctrl+shift+M) e o reduza em 86.6%(86.603, pra ser exato). Em seguida, no mesmo menu “Transformação”(aba Inclinação) , incline-o 30 ou -30 graus(dependendo do ângulo desejado)

III – Criando Caixas 3D.

Com a ferramenta “Caixas 3D” (Shift+F4), você pode criar uma variedade de objetos tridimensionais em perspectiva. Mas nosso objetivo é criar em Perspectiva isométrica, então nós precisamos  alternar os pontos de fuga em todas 3 direções, do “finito” para “infinito”(para isto, basta clicar no ícone que fica ao lado dos parâmetros de ângulo ma ferramenta caixas 3D). E ajustar os ângulos da caixa para os seguintes valores: X 150, Y 90, Z 30.

Dica: Para editar o preenchimento e contorno dos lados individualmente sem perder as propriedades da Caixa 3D, você pode usar a ferramenta editor de nós(F2), na imagem acima o topo da caixa está transparente.