Instalei o opensuse e agora?[2]

Sei que esse espaço não anda recebendo muita atenção e venho tentando mudar isso, com o lançamento recente da nova versão do openSUSE a 42.1 resolvi tirar a poeira desse lugar. Então você deve estar se perguntando “Porquê 42.1?” é simples porque 42 é a resposta pra tudo 😉

OBS:Texto em revisão gramatical, mas decidir publicar mesmo assim pra não ficar um post muito atrasado, obrigado pela compreensão.

 

Anteriormente fiz um post sobre a pós instalação do opensuse 13.* mas como isso foi a 2 anos atrás o post merece uma repaginada e vamos logo ao que interessa.

imagem2.png

1.Setup

A primeira coisa que aconselho você a fazer após a instalação é dar uma conferida nos seus repositórios, os que quer adicionar, os que prefere remover e coisas do tipo. No openSUSE graças a maravilha chamada Yast isso é muito fácil de ser feito.
Antes de mexer nos repositórios eu aconselho desabilitar o Ipv6 em meu caso e pra outros usuários do fórum do Suse esse recurso conflita com o gerenciador de pacotes (tenho tido esse problema desde a versã 13.2 na verdade), Abra o Yast e na guia SERVIÇOS DE REDE clique em  CONFIGURAÇÕES DE REDE .

imagem4

 

Na janela seguinte vá até a guia OPÇÕES GLOBAIS e desmarque a caixinha Habilitar IPv6 e pronto.

imagem5

reinicie seu computador (eu não o fiz, mas o recomendado é que seja feito) para as mudanças fazerem efeito e depois de feito isso faça um:

Sudo zypper refresh

 

sudo zypper up

Só pra garantir que de fato estamos com o que há de mais recente.

Agora vamos brincar com o gerenciador de repositórios aberto clique em ADICIONAR , escolha REPOSITÓRIOS DA COMUNIDADE e clique em AVANÇAR. Eu costumo adicionar os repositórios packman, libdvdcss, flash e GNOME:apps , a grosso modo você só vai precisar destes, particularmente eu costumo adicionais mais alguns porém mais à frente. Você pode aproveitar essa etapa também para incluir os repositórios referentes a seu driver de vídeo assim você pode instalar o driver via gerenciador de pacotes. Não adiciono pois já faz certo tempo que uso o driver livre pra minha placa AMD.

Agora vamos às configurações(tudo realizado no gerenciador de configurações do sistema do KDE/Plasma5), antes de tudo acho o setup padrão do KDE/Plasma5 lerdo, por isso costumo mudar a velocidade das animações, altero o método método de escala de preciso para rígido e aproveito pra marcar a opção de desabilitar os efeitos do desktop em tela cheia(para que você precisa disso em tela cheia manos e manas?)

imagem6

Também odeio o gerenciamento automático de energia, que fica desligando o monitor quando eu não quero, prefiro fazer tudo isso manualmente. Se você também prefere assim, vá ao GERENCIAMENTO DE ENERGIA e desmarque as caixinhas referentes a Escurecer tela e Configurações da energia da Tela. Se quiser mandar o bloqueio de tela pro espaço isso agora deve ser feito em COMPORTAMENTO da ÁREA DE TRABALHO

imagem7

Outra configuração que julgo importante, em Inicialização e Desligamento, vá em SESSÃO do DESKTOP e muda para “Iniciar com uma sessão vazia” isso faz com que o KDE inicie uma nova sessão ao invés de restaurar os programas abertos quando você encerrou a sessão anterior, isso faz o tempo de arranque do sistema acelerar consideravelmente.

imagem8

Não esqueça de ir nas CONFIGURAÇÕES REGIONAIS e o português do Brasil como Idioma preferido, isso vai garantir que seu sistema não fique meio inglês e meio pt-br. Isso encerra o setup básico do sistema , como creio que saibam o KDE/Plasma é cheio de “firulas” visuais e algumas delas podem sim ser pesadinhas, uma coisa que costumava fazer é desativar as animações do estilo do aplicativo, caso também não ligue muito pra isso (a diferença nem é tão gritante assim) vá em ESTILO DE APLICATIVOS em estilo dos widgets deve ter a opção Breeze e ao lado um botão CONFIGURAR clique nele e na aba  Animações desative a única caixinha que está lá and be happy.

2.Multimídia

Pouca coisa mudou nesse aspect vc ainda precisa basicamente os mesmo codecs de sempre.

  • ffmpeg
  • lame
  • gstreamer-0_10-plugins-bad
  • gstreamer-0_10-plugins-ugly
  • gstreamer-0_10-plugins-ugly-orig-addon
  • gstreamer-0_10-plugins-ffmpeg

Mudou o fato de ter começado a ter problemas de instabilidade e vídeos mudos com o Smplayer, então recomendo voltar a usar o VLC, lembrando que o VLC hoje precisa da instalação de um pacote de codecs o VLC-CODECS para funcionar como antes , em meu post anterior eu recomendei o uso do clementine e continuo recomendando não inclui ele no comando abaixo pois hoje penso que a escolha do player é bem pessoal, curto o clementine pois nele além de minhas músicas posso curtir coisas da web como icecast e o SHOUTcast , existem outros players que oferecem isso porém, de todos que testei nenhum o faz consumindo tão poucos recursos quanto o clementine, caso queira usar esse player basta adicionar “clementine” no final do comando(sem aspas).
No terminal cole esse comando e seja feliz 😛

zypper install k3b-codecs ffmpeg lame gstreamer-plugins-bad gstreamer-plugins-ugly gstreamer-plugins-ugly-orig-addon gstreamer-plugins-libav libdvdcss2 vlc vlc-codecs

Com isso seu sistema já deve estar apto a funcionar sem maiores complicações para você , a partir deste ponto serão mostradas soluções mais específicas e vamos nessa.

3.Jogos, utilitários e afins

 

Seguem dois repositórios que praticamente não vivo sem e um bastante útil.

Repositório Game:tools (não vivo sem a steam)

sudo zypper ar -f http://download.opensuse.org/repositories/games:/tools/openSUSE_Leap_42.1/games:tools.repo

 

Repositório Graphics (não vivo sem as versões mais recentes de Gimp, inkscape e blender3d)

udo zypper ar -f http://download.opensuse.org/repositories/graphics/openSUSE_Leap_42.1/graphics.repo

 

Repositório Emulators(antigamente era um repo mais legal com vários emuladores hoje nem tanto, mas tem o wine que é importante pra muita gente)

sudo zypper ar -f http://download.opensuse.org/repositories/Emulators/openSUSE_Leap_42.1/Emulators.repo

 

Desses repositórios eu costumo instalar o que vocês já devem ter imaginado  steam, blender3d, inkscape e em alguns casos o Playonlinux(instalar o playonlinux implica em também instalar o wine) para isso vamos colar no terminal o seguinte comando:

sudo zypper in steam blender inkscape playonlinux

 

Já faz certo tempo que tenho me desapontado com o desempenho do Firefox no que diz respeito a transmissões e conteúdo de mídia no geral dentro do navegador então passei a utilizar o Chromium , nesta etapa eu também gosto de adicionar outras coisinhas como plugins do Dolphin, 7z e o Krusader, eu gosto de usar o krusader para coisas específicas como creio que você não vai precisar dele não vou adicioná-lo ao comando a seguir.

sudo zypper in chromium chromium-desktop-kde chromium-ffmpeg dolphin-plugins p7zip

 

4.Montando sua partição NTFS

Só mais uma coisinha, vamos montar aquela partição NTFS pra não precisar ficar montando e digitando senha a cada nova sessão.

Crie o ponto de montagem:

sudo mkdir /run/media/SEU_USUARIO/Arquivos/

 

Feito isso vamos usar a ferramenta de particionamento do openSUSE:

Localize a partição que deseja montar clique nela com o botão direito e vá em editar na janela seguinte em opções de montagem, marque a opção de Montar partição e cole o endereço da pasta que criamos no comando anterio, sem seguida clique em Opções do Fstab.

imagem9

Na janelinha que aparece , na parte inferior com aparece Valor da Opção Arbitraria apague tudo de escreve “defaults” (sem aspas)

imagem10

E FIM! creio que o básico da pós-instalação está ai,  caso queira fazer algum tipo de sugestão é só falar que irei adicionar 🙂

Edit 1: Quase ia me esquecendo de um programinha que é como falamos aqui no NE “Arretado” de bom, trata-se do KDE-connect é um programa que integra meu celular android com meu ambiente KDE, com ele eu posso trocar arquivos entre os dispositivos , controlar meu player de mídia e meu mouse com o meu celular e o melhor, recebo uma notificação das notificações que recebo no cel, whatsapp , viber, SMS, ligações e tudo mais, para instalar essa maravilha “arretada” vá até essa página aqui. escolha uma e utilize outra maravilha do openSUSE que é o 1-clickinstall

Olha essa belezinha como fica show!

imagem11

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Instalei o opensuse e agora?[2]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s